Microsoft últimos preparativos para dar conhecer o Windows 10

Autor
Data da Publicação
22.06.2015
Ilość komentarzy
0

Como tudo indica, o Windows 10 está previsto ficar disponível nos finais de julho no site oficial da empresa norte-americana Microsoft e, no mesmo é explicado como os utilizadores devem fazer a atualização.

Para quem se registou  no WindowsInsider e já está a experimentar as construções iniciais do Windows 10 , deve deixar o PC com acesso ao registo na Microsoft, aceitando os termos e condições para continuar a receber as atualizações, uma vez que o WindowsUpdate precisa de autorização para permitir as alterações a partir da Microsoft.

Caso não o tenha feito , começara a receber as notificações a pedir para o fazer, mantenha-se ligado ao “Windows Insider” aceite as condições  do “Microsoft Windows Insider Program", e continue a receber as atualizações.          

Esta alteração está disponível apenas para os utilizadores do WindowsInsiderProgram, quem continua com o “Windows7” ou “Windows8.1” necessita apenas fazer o download do pacote com o programa concluído, pode fazê-lo de forma livre sem qualquer tipo de registo na Microsoft, conforme informação do site. 

Para os utilizadores da versão inicial do Windows 10 haverá o acesso ao Insider Hub, uma  exclusividade para quem fez parte da equipa de desenvolvimento e que será removida na próxima atualização , a novidade será o MicrosoftEdge que aparece para substituir o ProjectSpartan também da Microsoft.

Esta mudança provocará a perda de tudo o que tiver guardado no anterior  ProjectSpartan, se pretender mantê-los faça um backup dos seus favoritos desta forma;

Inicie por : de%localappdata%/Packages/Microsoft.Windows.Spartan_cw5n1h2txyewy/AC/Spartan/User/Default/Favorites, e guarde em %userprofile%/Favorites.

Quando efetuar a atualização para o MicrosoftEdge, va até “Configurações” e importe-os pelo Internet Explorer.

Só para recordar que  o Windows 10 está disponível gratuitamente para os utilizadores do Windows 7 e Windows 8.1 originais.

Junte-se a discussão

comments powered by Disqus